segunda-feira, março 29, 2010

O Pássaro e o Peixe


Um pássaro, pode se apaixonar por um peixe...
Mas onde irão construir seu ninho?
Não existe um lugar
Cada um precisa seguir seu rumo
Cada qual o seu caminho
O peixe ira escutar o pássaro cantar
E o pássaro vai ver o mar se agitar
De vez em quando o pássaro
Vai poder olhar o mar
De vez em quando o peixe
Vai olhar o céu
E de vez em quando os olhares irão se cruzar
E vão ver amor nesse olhar
E de novo voltarão a seguir seus caminhos
O peixe por muitas vezes estará triste
O pássaro também ficará
Mas saberá que um pensa no outro
Então de vez em quando ficarão felizes
Uma triste história de amor
Onde cada um segue suas vidas
Sozinhos,
Pra lugar algum
Pra tempo nenhum

  •  

Autora: Soraya

(Não contive as lágrimas)

  • Beijos carinhosos de sempre.

14 comentários:

  1. ah, que triste..

    É como a história do SOL e da Lua.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Triste mas real.
    Vivo uma história assim, e realmente seguimos nossas vidas sozinhos.
    Grande beijo

    ResponderExcluir
  3. Vim te visitar...Saudades, beijos de sempre.

    ResponderExcluir
  4. Lindo poema, e triste também. A vida nem sempre toma o rumo que gostaríamos...
    Parabéns pelo Blog.
    Bjinhux

    ResponderExcluir
  5. Lindo,isso acontece demais,pessoas escondem suas histórias tristes e lindas,o amor chega e prova que é diferente do que parece. Chorei com o poema,bjs.

    ResponderExcluir
  6. É realmente é difícil aceitar as diferenças... Linda a história.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. "Então terei que dar-lo assas!" (trecho do filme 'Para Sempre Cinderela')

    ResponderExcluir
  8. Por que não morar no reflexo do céu no mar!??

    ResponderExcluir
  9. Apesar do mundo ser imenso.....Não existe lugar para nós.

    ResponderExcluir
  10. Em "Corina, uma Babá quase perfeita", foi quando ouvi frase semelhante.Proferida pela mãe do homem branco que se decidira a casar com a babá negra de sua filha. Fiquei tocado com a moral desse dramático texto.

    ResponderExcluir
  11. Esse poema foi o motivo da minha tatuagem, um peixe e um pássaro ^^

    ResponderExcluir
  12. O somente o amor une o dividido, lembramos que há sempre uma transformação. ;)

    ResponderExcluir
  13. Essa história me lembra de algo que uma moça me disse uma vez para justificar o fim do nosso namoro, se é que houve um “nosso namoro” para ela. Ela me falou da “impossibilidade” da nossa relação usando como metáfora a ligação impossível entre um “pássaro” e uma “peixinha”. Aquele foi o entardecer mais triste da minha vida... E à noite, pensando bem nas palavras dela, eu tolamente concluí que nada era impossível! Nem mesmo que uma “peixinha” se apaixonasse por um “pássaro”. Se assim fosse, eu pensei, não haveria “pássaros aquáticos” e nem “peixes voadores”... Era mais uma questão de querer. E querer é poder, assim eu pensava. Mas depois, eu percebi que ela não me amava. E que, além disso, seu rancor e orgulho tornaram nosso amor impossível. Eu tinha cometido um erro terrível, magoado seu coração, estava arrependido, mas não pude obter seu perdão. E o mais doloroso disso tudo é que eu, a parte mais fraca da relação, a amava de verdade...

    ResponderExcluir

Bem vindos ao blog Cheiro de Perfume.
Obrigada pela presença e pelos comentários aqui deixados.

Um grande beijo!