quarta-feira, março 05, 2008

Uma História Verdadeira.

Não me interesso por reis, nem os do baralho.
Mas como me interesso pelo amor e, principalmente,
Por histórias de amor, não pude evitar o:
Envolvimento diante do final feliz da saga amorosa
Do príncipe Charles, herdeiro do trono da Inglaterra
E daquela senhora de meia-idade, Camila Parker
Sua eterna namorada.
Trinta e quatro anos de amor!
Trinta e quatro anos de dificuldades de toda ordem,
Imposições da família real, intrometimentos da igreja,
Casamentos com pessoas diferentes, cerimônias espetaculares:
(o casamento com Lady Di foi um dos eventos).
(De maior pompa que o mundo já viu),
E o amor dos dois lá, brilhando como a luz do sol.
O romance do feio e desengonçado
Filho da rainha Elizabeth
Com a feiosa Camila tinha fortes raízes eróticas,
Como mostrou o telefonema gravado de um diálogo
Entre os dois ("eu queria ser um tampax").
Não valeu o tempo, não importaram as
Rugas e as pelancas.
O mundo inteiro, convertido aos mitos de beleza da juventude,
Da juventude torceu para que ele
Amasse a formosa Diana.
No entanto, o príncipe desengonçado;
Só amou a sua bruxinha,
Com aquela cara amassada e cheia de marcas.
Camila Parker é uma vitória do amor sobre
Os estereótipos de nosso tempo.
Será que "boazudas" do cinema
Inspirariam um amor igual?
Seguramente, não!
Essa inglesa feia, de 57 anos, mostrou às mulheres,
As que não são jovens e as que não são belas...
Que uma mulher pode ser amada por ela mesma - e para sempre.
A obsessão pelos corpos sarados,
Pelas formas perfeitas,
Pelo estilo top-model, foi derrotada por esse;
Obstinado romance.
O romantismo ganhou...
E as mulheres tidas como feias também podem
Sonhar com seu príncipe.
Seja ele príncipe de verdade, ou de fantasia.
Camila Parker, quando subiu ao altar,
Em cerimônia discreta,
Deve ter se sentido a mais linda das noivas...
E certamente, à noite, quando mais uma vez;
Despiu-se diante dele, o príncipe;
Enxergou, não o corpo de uma senhora,
Mas o corpo esbelto, juvenil,
Perfeito que possuem todas as mulheres,
De qualquer idade, quando são amadas.
**
Texto de Heloneida Studart
*
Beijos carinhosos de sempre

2 comentários:

  1. O amor não escolhe idade, não vê beleza extena, não vê defeitos. O amor é algo que vem de dentro e nos faz entregar-nos de corpo e alma.
    Te amo....beijos ...querida amada.

    ResponderExcluir
  2. Que bonito teu blog, que lindo teu texto!

    Obrigada pelo link do blog de Flavia. Convido-a a participar da Blogagem Coletiva em busca de Justiça para Flavia. Basta copiar o código do selo e colocar aqui e no dia 15.09, escrever algo sobre o tema. Se preferir, pode copiar integral ou parcialmente um texto do blog de Flavia, mencionando minha autoria.

    Um beijo.

    ResponderExcluir

Bem vindos ao blog Cheiro de Perfume.
Obrigada pela presença e pelos comentários aqui deixados.

Um grande beijo!