quinta-feira, novembro 08, 2007

Pingos!

Estive sozinha, olhando o céu...
Nas noites frias com chuvas
Não teve estrelas, não vi nuvens...
Nem mesmo a lua apareceu
Fiquei a olhar as gotas que caiam
Molhando a calçada, as plantas...
Mas nenhuma delas conseguiu
Lavar a saudade que trago no peito
A dor que dilacera, e que fica no leito.
Já nem sei se quero mais a chuva
Ou se quero o sol como abrigo
Como amigo
Ou se quero mesmo
O vento fresco no rosto
Pra levar de mim a dor
Que me impede de sonhar
Impede-me de ter asas e voar
Só não quero mais é que as lágrimas caem
Ao entardecer...
Misturando-se com os pingos da chuva...
Ao anoitecer...
Impedindo-me de ver o sol nascer
E brilhar no alvorecer!

(Soraya)

**
Beijos carinhosos de sempre

3 comentários:

  1. Tempo de chuva, sempre nos faz pensar, refletir e lembrar o passado. Beijossss os de sempre.

    ResponderExcluir
  2. Estar no seu cantinho é muito bom para mim. Beijos minha amada. Te amo muitãooooooo

    ResponderExcluir
  3. Olá Soraya, lindo poema,
    Parabéns!
    Beijinhos,
    Fernandinha

    ResponderExcluir

Bem vindos ao blog Cheiro de Perfume.
Obrigada pela presença e pelos comentários aqui deixados.

Um grande beijo!