quarta-feira, outubro 10, 2007

Poema Rabiscado.

Rabisquei um poema
Fiz metáforas e rimas
Voei até o infinito
Em busca de mais letras
Em busca de inspiração
Para poder escrever, falando
De um amor, de uma paixão.
Pude ver em cada letra
Um significado diferente
Uma outra forma de escrever
E ao reler o poema
Notei em desespero o que lia
Que todo o amor que foi escrito
Não era no papel que existia
E sim dentro do coração
Veio-me a inspiração
Brinquei apenas com as letras
Que ficaram a dançar
Diante do meu olhar
E o poema de amor
Com toda sua cor
Espalhou-se no papel
Tornando-se apenas
Letras soltas ao léu!

(Soraya)
**
Beijos carinhosos de sempre.

4 comentários:

  1. Vim agradecer ter gostado do meu cantinho.
    Vou adicioná-la nos meus favoritos, pode ser?
    Beijos,

    Cris

    ResponderExcluir
  2. Que belo poema... rabiscaste e as palavras sairam, as frases se formaram e com sentimento, emoção, libertaste a imaginação e construiste um belo momento.

    Parabens

    ResponderExcluir
  3. Risque e rabisque muito, pois sempre sairá algo bonito de se ler. Principalmente se for de amor, pq existe este sentimento dentro de ti. Beijos. Te amo!

    ResponderExcluir
  4. obrigado por me encontrar nos teus perfumes!
    Esses rabiscos de letras soltas ao léu também se chamam... lençóis do céu!
    Tudo de bom.

    ResponderExcluir

Bem vindos ao blog Cheiro de Perfume.
Obrigada pela presença e pelos comentários aqui deixados.

Um grande beijo!