terça-feira, setembro 04, 2007

Chuvas de minha vida.

Despertar, agonizar de querer,
Louco, por amar você,
Brisa de vida,
Sentir teus carinhos,
Seus cabelos molhados à tocar,
Lembrar da noite quente,
Dos beijos doces,
Das carícias a nos amar,
De estar em seu colo,
Abrandar-me em teu calor,
que estas a me esquentar,
Noite fria, chuva fina,
Noite como tantas outras a passar,
Que serás, apenas tormenta,
Em minha loucura, em noite
escura, a passar,
Tempestades, que serão apenas,
como outras chuvas de vida,
cheias de pleno amor,
No amanhã, acordar,
com sereno denso e frio,
Das gotas do orvalho,
de uma chuva fina, singela,
Que de tão bela, nessa noite me fez lembrar,
Que ainda sei e posso amar.
*
Autor: Ricardo Moreira.
**
Esse poema é de um amigo querido,
cheio de sonhos, e que um dia
vai concretizar um deles:
lançar seu livro, e que eu com certeza
serei uma das primeiras a ler.
**
Beijos carinhosos de sempre.

2 comentários:

  1. Muito bom. Tudo que fale de amor quando se ama é muito bom. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Obrigado minha linda amiga pelas palavras. adorei ver meu poema no seu blog. Certamente será uma das primeiras a ver este sonho realizado.Um grande Beijo.

    ResponderExcluir

Bem vindos ao blog Cheiro de Perfume.
Obrigada pela presença e pelos comentários aqui deixados.

Um grande beijo!