terça-feira, dezembro 05, 2006

Saudade.


Chorei, sofri, quiz morrer, os dias não passavam,
e os dias continuam não passando, ficam parados, e eu louca pra que
a noite chegue, eu possa ir deitar e tentar dormir,
quem sabe sonhar com minha mãe.
Nada que as pessoas dizem, conforta o coração,
nada que eu leia me conforta, a dor é da gente, ninguém sofre pela gente.
Olho pro meu passado, e vejo tudo o que de bom eu vivi
e sinto muita saudade de tudo.
O que eu queria era entender, o que eu queria de verdade era
que ela estivesse aqui.
Quanta falta Mãe, você faz, quanta saudade!
**
Beijos aos meus amigos

Um comentário:

  1. Sergio ºMr. Cåt08 janeiro, 2007 16:49

    Oi Mineirinha!!!! Sei o que vc pode estar sentindo, pois perdi meu pai a poucos anos, com uma diferença, nunca tive a chance de dizer o quanto o amava, talvez por vergonha, por aquela droga que nós homens sentimos...orgulho de dizer eu amo vc pai.
    Isso eu sinto e vou ter que carregar para o resto da minha vida. Mas eu sinto a falta dele demais, era meu alicerce.
    Um beijo em seu coraçao e muito lindo o que vc diz de sua mãe.
    Seu BLOG está lindo, como vc é.
    Sergio ºMr Cåt

    ResponderExcluir

Bem vindos ao blog Cheiro de Perfume.
Obrigada pela presença e pelos comentários aqui deixados.

Um grande beijo!