sábado, dezembro 30, 2006

Mais um ano que se vai...


Engraçado, chego ao final do ano com a sensação de
impotência, de que nada que eu quis pra mim, deu certo.
Dos sonhos que eu tive nenhum se realizou, e piores aqueles
que nem havia sonhado, se tornaram pesadelos.
Se tiver um ano que foi ruim na vida de alguém, foi esse
pra mim, não quero deixar a sensação
de que sou alguém pessimista, porque de
verdade eu não sou.
Sou alguém que até acredita nos sonhos, na felicidade
no amor acima de tudo, e sou uma pessoa que tenho muita fé,
fé em Deus e também nas pessoas,
mesmo que elas me magoem, me ferem
ainda assim eu não desisto delas.
Espero que no próximo ano,
as coisas venham de outra forma,
que os sonhos que eu sonhei este ano,
se tornem realidade, e que
os pesadelos que passei por eles,
que o tempo os apague, e que
deixe aqui dentro de mim somente
as saudades de tempos bons,
felizes, de tempos que a gente pediria
de novo pra voltar de tão
gostoso e feliz que foi.
Desejo a todos os meus amigos,
e todas as pessoas que lêem meu blog
que eles sejam felizes, que tenham paz no Ano
que vai se iniciar, tenham saúde e que não desistam
nunca dos sonhos, e principalmente que
tenham muita fé e Deus no coração.
**
Com todo o meu carinho.
Beijos carinhosos de sempre!
**

sexta-feira, dezembro 29, 2006

Sinto saudades...


Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz,
quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...
Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...
Sinto saudades da minha infância,
do meu primeiro amor,
do meu segundo, do terceiro,
do penúltimo e daqueles que ainda vou ter,
se Deus quiser...
Sinto saudades do presente,
que não aproveitei de todo,
lembrando do passado
e apostando no futuro...
Sinto saudades do futuro,
que se idealizado,
provavelmente não será do jeito
que eu penso que vai ser...
Sinto saudades de quem me deixou
e de quem eu deixei!
De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter
a oportunidade de conhecer.
Sinto saudades dos que se foram
e de quem não me despedi direito!
Daqueles que não tiveram como me dizer adeus;
de gente que passou
na calçada contrária da minha vida
e que só enxerguei de vislumbre!
Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive mas quis muito ter!
Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.
Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...
Sinto saudades do cachorrinho
que eu tive um dia e que me amava fielmente,
como só os cães são capazes de fazer!
Sinto saudades dos livros que li
e que me fizeram viajar!
Sinto saudades dos discos que ouvi
e que me fizeram sonhar,
Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.
Quantas vezes tenho vontade
de encontrar não sei o que...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa
que nem sei o que é e nem onde perdi...
Vejo o mundo girando e penso
que poderia estar sentindo saudades em japonês,
em russo, em italiano,
em inglês...
mas que minha saudade,
por eu ter nascido no Brasil,
só fala português,
embora, lá no fundo,
possa ser poliglota.
Aliás, dizem que costuma-se usar
sempre a língua pátria, espontaneamente
quando estamos desesperados...
para contar dinheiro...
fazer amor...
declarar sentimentos fortes...
seja lá em que lugar do mundo estejamos.
Eu acredito que um simples
"I miss you"
ou seja lá como possamos traduzir
saudade em outra língua,
nunca terá a mesma força
e significado da nossa palavrinha.
Talvez não exprima corretamente
a imensa falta que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.
E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes em que sinto
este aperto no peito,
meio nostálgico,
meio gostoso,
mas que funciona melhor do que um sinal vital
quando se quer falar de vida e de sentimentos.
Ela é a prova inequívoca
de que somos sensíveis!
De que amamos muito o que tivemos
e lamentamos as coisas boas que
perdemos ao longo da nossa existência...
**

Clarice Lispector
**

Esse texto é minha cara, é pura saudade,
pura nostalgia, e fala exatamente de
tudo aquilo que eu sinto.
**

Beijos carinhosos.


quinta-feira, dezembro 28, 2006

Apesar de tudo...


Apesar de tudo, continuamos amando,
e este "apesar de tudo" cobre o infinito.
Esta frase do filósofo Cioran expressa a extensão
dos nossos obstáculos amorosos. .
Apesar de termos acreditado na eternidade
dos nossos sentimentos e depois descobrirmos
que nada mantém-se estável por muito tempo,
continuamos amando. .
Apesar de termos sofrido noites inteiras por amores
que não se concretizaram ou que foram vagos ou pueris,
continuamos amando. .
Apesar de termos sido rejeitados,
apesar de o nosso amor não ter sido suficiente
para encantar o outro e fazê-lo permanecer ao nosso lado,
continuamos amando. .
Apesar de todos os livros escritos,
todas as sentenças filosóficas,
todas as análises terapêuticas
e todos os exemplos de paixões falidas,
continuamos amando. .
Apesar de não termos mais 15 anos
e estarmos numa idade em que
os outros acreditam que o nosso coração envelheceu,
continuamos amando. .
Apesar de a pessoa que a gente ama
sentir por nós um amor de amigo,
um amor fraterno, um amor camarada
que nada faz lembrar o amor ardente
que a gente deseja e sonha,
continuamos amando. .
Apesar de a gente saber que o amor acaba,
que o amor talvez nem seja pelo outro,
mas apenas uma projeção do amor
que a gente tem por nós mesmos,
continuamos amando. .
Apesar da falta de grana,
das desilusões com a política,
do cansaço no final do dia,
dos projetos que não foram adiante,
do tempo que nos falta e do medo que nos sobra,
continuamos amando. .
Apesar da chuva que não permite o passeio de mãos dadas,
do espaço compartilhado que não permite privacidade,
da desaprovação dos que nada têm a ver com o assunto,
continuamos amando. .
Infinitamente,
apesar de tudo e todos
e apesar de nós mesmos,
continuamos amando ...
**
Martha Medeiros
**
Beijos carinhosos

terça-feira, dezembro 26, 2006

Mulheres...


Mulheres são tecelãs.
Tecem sonhos com fios de lágrimas.
Mulheres são tecelãs.
Tecem vidas com suas barrigas.
Com esperanças e alegrias infantis.
Mulheres são feiticeiras.
Inventam magias e encantos e atraem
e cativam com um simples olhar.
Mulheres são meninas.
Acreditam em príncipes e finais felizes.
Mulheres são guerreiras enfrentam
a luta com galhardia.
E não esmorecem mesmo quando cansadas.
Mulheres são sabias.
Trazem toda a sabedoria do mundo.
Ai repartir, entre os filhos, o pão e o carinho.
E o próprio tempo.
Mulheres são especiais.
Mulheres são anjos.
Mulheres são mães.
A mais perfeita tradução
do mistério da eternidade.
**
Beijos carinhosos
**

segunda-feira, dezembro 25, 2006

É Natal... Paz na terra


Paz na terra, entre todos os homens de boa vontade.
Paz àquele que anseia crescer, evoluir, entender.
Paz àquele que deseja em cada pensamento,
em cada atitude, se melhorar.
Paz àquele que mergulha, dentro do próprio ser,
a busca de entendimento, de aceitação.
Paz àquele que estende a mão a procura de bênçãos.
Paz àquele que abençoa com alegria e pureza de coração.
Paz àquele que em um sorriso traz calma,
tranqüilidade, equilíbrio.
Paz àquele que procura ensinamentos e que através do pensamento,
neste momento único em que todos os homens se irmanam,
ao dobrar dos sinos, esteja em oração.
Paz àqueles que abrem seus corações em luzes puras,
amorosas, magneticamente salutares, que envolvem a terra e permitem,
neste raro momento, que ela brilhe, suspensa no espaço, girando em tons azuis,
iluminando todo o infinito, abrandando aflitos...
Paz enfim Senhor, a todos os seres que habitam
este universo e que rimam amor e dor...
Que a luz se faça e que refaça em todos os homens a fé renovadora,
a força e a coragem, a inteligência, a razão.
Que os homens se irmanem na escalada da perfeição.
Que se unam em pensamento todos os de boa vontade.
E que nesta noite busquem a Paz.
**
(Josué)
**
Beijos carinhosos.

sexta-feira, dezembro 22, 2006

Amanhecer !!!


Quero nascer de novo cada dia que nasce.
Quero ser outra vez novo, puro, cristalino.
Quero lavar-me, cada manhã, do homem velho, da
poeira velha, das palavras gastas, dos gestos rituais.
Quero reviver a primeira manhã da criação,
o primeiro abrir dos olhos para a vida.
Quero que cada manhã, a alma desabroche
do sono como a rosa do botão, e surja,
como a aurora do oceano, ao sorriso dos
teus lábios, ao gesto de tua mão.
Quero me engrinaldar para a festa renovada
com que cada dia nos convidas e desdobrar
as asas como a águia em demanda do sol.
Quero crer, a cada nova aurora, que esta é a
definitiva, a do encontro com a felicidade, a da
permanência assegurada, a de teu sim definitivo.

**
Chico Xavier

**
Quero crer, que renascendo, posso ainda acreditar nas pessoas,
e jamais perder a esperança de dias melhores.

**
Na verdade, nem era esse texto que eu ia colocar aqui, pensei
em escrever tanta coisa, mas faltou inspiração, e as palavras
sumiram da minha mente, como por encanto.
E pra não ficar em branco, coloquei esse texto que de alguma
forma é tão lindo quanto o que eu pensei em escrever.
**
Beijos carinhosos!!

quinta-feira, dezembro 21, 2006

Medo de Quê.

MEDO DE QUÊ
O medo era meu companheiro constante, eu vivia com medo de perder
o que tinha ou de não conseguir o que queria ter.
E se meus cabelos caírem?
E se eu não conseguir comprar a casa que eu quero?
E se eu engordar, ficar flácido e deixar de ser atraente?
E se eu tiver uma deficiência física e não puder jogar bola com o meu filho?
E se eu ficar velho, frágil e não tiver nada a oferecer aos que me rodeiam?
Mas a vida ensina a quem quer aprender e hoje eu sei.
Se meus cabelos caírem, vou ser o careca mais simpático e agradecer
pelas idéias que a minha cabeça produzir, apesar da falta de cabelo.
Não é a casa que faz alguém feliz, um coração infeliz não se sente
melhor em nenhuma casa, mas um coração
em paz torna qualquer casa feliz.
Se eu dedicar mais tempo a me desenvolver emocional, mental e
espiritualmente, em vez de só me preocupar com o físico,
vou me sentir cada vez mais atraente.
Se uma deficiência física me impedir de ensinar meu filho
a encestar uma bola, vai me sobrar tempo para ensinar-lhe a
resolver os problemas da vida,
o que é um aprendizado muito mais útil.
E se a idade for me roubando as forças, a agilidade mental
e a resistência física, posso oferecer aos que conviverem
comigo a forçadas minhas convicções, a profundidade do meu amor
e a solidez espiritual de uma alma cuidadosamente esculpida
pelas arestas de uma longa vida.
Se o destino me trouxer perdas e desilusões,
vou enfrentar os desafios com dignidade e determinação,
porque são muitas as dádivas de Deus e posso substtituir
cada dádiva perdida por outras dez que eu nunca
perceberia se a vida sempre fosse um mar-de-rosas.
Quando eu não puder mais dançar, vou cantar com alegria,
quando não tiver mais forças para cantar,
vou ouvir as músicas de que mais gosto.
Quando minha respiração for apenas um sopro,
vou pensar nos meus entes queridos e meu coração
vai se aquecer de amor.
E quando a luz mais brilhante se aproximar,
vou rezar em silêncio e entrar nela.
Então terá chegado a hora de ir ao encontro de Deus
e vou ter medo de quê???
**
"Na vida, não existe nada a temer, mas a entender."
**
autor : David L. Weatherford
**
Lindo texto, um amigo deixou como comentário, e eu postei
aqui, acho que ele não vai se chatear por isso....(rs).
São nessas palavras que eu preciso me apegar, e passar elas
para minha vida, para que o medo se vá para sempre.
**
Beijos carinhosos!!!

terça-feira, dezembro 19, 2006

Quase!!!

Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez, é a desilusão de um
quase!
É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata,
trazendo tudo
o que poderia ter sido e não foi.
Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda,
quem quase amou, não amou.
Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos,
nas chances que se perdem por medo,
nas idéias que nunca saíram do papel
por esta mania de viver no outono.
Pergunto-me às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna
.A resposta eu sei de cor, está estampada na distância
e na frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços,
na indiferença dos “bom dia”, quase que sussurrados.
Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.
A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.
Talvez esses fossem bons motivos para decidir
entre alegria e dor.Mas não são.
Se a virtude estivesse mesmo no meio termo,
o mar não teria ondas, os dias seriam nublados
e os arco-íris em tons de cinza.
O nada não ilumina, não inspira, não aflige,
nem acalma, apenas amplia o vazio
que cada um traz dentro de si.
Preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar
a oportunidade de merecer.
Para os erros há perdão;
para os fracassos, chance;
para os amores impossíveis, tempo.
De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma.
Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor,
não é romance.
Não deixe que a saudade sufoque, que
a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.
Desconfie do destino e acredite em você.
Gaste mais horas realizando do que sonhando...
Fazendo que planejando...
Vivendo que esperando...
Porque, embora quem quase morreu ainda esteja vivo,
quem quase vive, já morreu...

**
Luís Fernando Veríssimo
**
Palavras mais que verdadeiras desse grande escritor.
So faltou ele escrever...
Quem quase abriu uma porta, deixou de viver lá fora.
Quem quase abriu uma janela, deixou de ver o sol nascer.
Quem quase sonhou, deixou de viver.
Por isso abra a janela, escancara a porta,
e principalmente, sonhe, sonhe os sonhos mais lindos
que se pode sonhar, porque sonhar é ter consigo um pouco
daquilo que queremos.
**
Beijos carinhosos de sempre!!!

domingo, dezembro 17, 2006

Amor sem limite!!!


Roberto Carlos - Amor Sem Limite
*
Quando a gente ama alguém de verdade
Esse amor não se esquece
O tempo passa, tudo passa, mas no peito
O amor permanece
E qualquer minuto longe é demais
A saudade atormenta
Mas qualquer minuto perto é bom demais
o amor só aumenta
Vivo por ela (e)
Ninguém duvida
Porque ela (e) é tudo
Na minha vida
Eu nunca imaginei que houvesse no mundo
Um amor desse jeito
Do tipo que quando se tem não se sabe
Se cale no peito
Mas eu posso dizer que sei o que é ter
Um amor de verdade
E um amor assim eu sei que é pra sempre
É pra eternidade
Vivo por ela (e)
Ninguém duvida
Porque ela(e) é tudo
Na minha vida
Quem ama não esquece quem ama
O amor é assim
Eu tenho esquecido de mim
Mas d'ela (e) eu nunca me esqueço
Por ela (e) esse amor infinito
O amor mais bonito
É assim nosso amor sem limite
O maior e mais forte que existe
Vivo por ela (e)
Ninguém duvida
Porque ela (e) é tudo
Na minha vida
Quem ama não esquece quem ama
O amor é assim
Eu tenho esquecido de mim
Mas d'ela (e) eu nunca me esqueço
Por ela(e) esse amor infinito
O amor mais bonito
É assim nosso amor sem limite
O maior e mais forte que existe
Vivo por ela (e)
Ninguém duvida
Porque ela (e) é tudo
Na minha vida
**
Suspirando com essa música, lindimais, viajo no amor de
Roberto para com Maria Rita, e ainda dizem que não existe amor,
mas só quem tem sentimentos sabe que o amor existe.
E quando é verdadeiro, não tem forma, rosto, ou beleza física.
Amor é uma coisa que precisa ser lapidado, regado como uma flor,
pra que não morra, e acima de tudo tem que ser demonstrado, em palavras, gestos
ou até mesmo no silêncio de um olhar.
**
Beijos carinhosos!!!

sexta-feira, dezembro 15, 2006

Imagine!!!



John Lennon - Imagine (tradução) John Lennon
*
Imagine não haver o paraiso
É fácil se você tentar
Nem inferno abaixo de nós
Acima de nós, só o céu
Imagine todas as pessoas
Viver por hoje
Imagine que não há nenhum país
Não é difícil imaginar
Nenhum motivo para matar ou morrer
E nem religião, também
Imagine todas as pessoas
Vivendo a vida em paz
Você pode dizer que eu sou um sonhador
Mas eu não sou o único
Espero que um dia você junte-se a nós
E o mundo viverá como um só
Imagine que não ha posses
Eu me pergunto se você pode
Sem a necessidade de ganância ou fome
Uma irmandade dos homens
Imagine todas as pessoas
Partilhando todo o mundo
Você pode dizer que eu sou um sonhador
Mas eu não sou o único
Espero que um dia você junte-se a nós
E o mundo será como um só
**
Imagine se as pessoas se preocupassem mais em ser,
e não ter, em amar mais, se doar mais, em ser mais
companheiros, mais amigos.
Imagine se a vida fosse feita só de amor.
Com certeza tudo seria bem melhor, e a vela da esperança
jamais se apagaria.
Mas isso é um sonho, um sonho um tanto distante,
mas um sonho do qual eu sempre vou sonhar.
Que à vela da minha esperança jamais se apague.
**
Beijos carinhosos!!!

quarta-feira, dezembro 13, 2006

Sombra!!!

As sombras me perseguem, e tenho vivido delas ultimamente,
sombras do passado, das coisas que queria ter feito e não fiz.
Tenho sido sombra, sombra dos meus passos, dos desenganos,
dos meus sonhos, de tudo aquilo que o tempo já desgastou.
Tenho sido sombra de uma vida inteira, de algo que não se
entende, e tão pouco se compreende.
Sombras apenas sombras....E tudo o que eu não queria ser!!!
**
Beijos carinhosos de sempre.
**

terça-feira, dezembro 12, 2006

O ciclo da vida!!!



Nas Escrituras Sagradas, está escrito que há tempo para tudo:
plantar e colher, sorrir e chorar,
paz e guerra, dor e alegria, viver e morrer.
Quando perdemos alguém querido,
nosso luto, dói, corrói, faz com que as lágrimas
venham e com elas a lembranças...
Lembranças da pessoa amada que não está mais entre nós.
Porém, como diamantes, jóias raras,
tesouros, ficam conosco os
momentos bons e os exemplos.
Enfim, fica a vida resguardada,
protegida da morte, pelo amor
que há em nossos corações.
Isso, ninguém nos pode tirar,
levaremos sempre conosco para onde formos
e quando nós nos formos dessa vida.
Podemos ter plena certeza de que
os que nos são caros são parte
integrante do que somos.
Quando, nossos amados se vão,
vai com eles um pedaço de nós,
que renasce após o luto, em forma de esperança
e paz, na certeza de que a vida continua,
o espetáculo de todos os dias não pode parar:
o sol nasce, a chuva cai,
o universo se sustém em perfeita ordem...
E o mais importante é saber que as
misericórdias do SENHOR,
que não têm fim se renovam a cada manhã,
para que não sejamos consumidos e assim
nossos corações que batem um batido de
dor se anima, no tempo certo.
E bate feliz, sabendo que o ciclo da vida se cumpriu.
**
Todo o texto e a foto, foram tirados desse site
Porém, desconheço o autor do texto, li e achei
propício ao momento que estou passando.
Espero que aqueles que lerem, gostem também.
**
Beijos carinhosos!!!

sábado, dezembro 09, 2006

Tudo Passa.


Certo dia um sacerdote percebeu a seguinte

frase em um pergaminho pendurado aos pés

da cama de seu mestre:

"isso também passa".

Com a curiosidade de cada ser humano

resolveu perguntar:

"Mestre, o que significa essa frase?"

E o mestre sem titubear lhe responde:

A vida nos prega muitas peças,

que podem ser boas ou não.

Mas tudo significa aprendizado.

Recebi esta mensagem de um anjo protetor

num desses momentos de dor

onde quase perdi a fé.

Ela é para que todos os dias antes

de me levantar e de me deitar possa

ler e refletir, para que quando tiver

um problema, antes de me lamentar

eu possa me lembrar que

"isso também passa",

E para quando estiver exaltado de alegria,

que tenha moderação e possa encontrar o equilíbrio, pois

"isso também passa",

Tudo na vida é passageiro assim

como a própria vida, tanto as tristezas

como também as alegrias.

Praticar a paciência e perseverar no bem

e nas boas ações ter simplicidade,

fé e pensamentos positivos mesmo

perante as mais difíceis situações

é saber viver e fazer da nossa vida

um constante aprendizado.

É ter a consciência de que todas as pessoas erram,

de que o ser humano ainda é um ser imperfeito

em busca da perfeição e por isso até saber

que se muitas vezes nos decepcionamos

com pessoas é porque esperamos mais

do que elas estão preparadas para dar,

dentro de seu contexto e grau de compreensão.

Deste modo, meu amigo, toda vez

que olho para essa frase,

meu coração se aquieta

e a paz me invade, pois sei que

"isso também passa".

**

Beijos carinhosos!!!

quinta-feira, dezembro 07, 2006

O tempo não volta!


Torne-se um oceano!

Mesmo antes de um rio cair no oceano, ele treme de medo.

Olhe para trás, para toda a jornada:

Os cumes, as montanhas, o longo caminho sinuoso

através das florestas, através dos povoados,

e vê a sua frente um oceano tão vasto,

que entrar nele nada mais é do que desaparecer para sempre.

Mas não há outra maneira.

O rio não pode voltar.

Ninguém pode voltar.

Voltar é impossível na existência.

Você pode apenas ir em frente.

O rio precisa se arriscar e entrar no oceano.

E somente quando ele entra no oceano é que o medo desaparece,

porque apenas então o rio saberá que não

se trata de desaparecer no oceano...

Mas se tornar oceano.

Por um lado é o desaparecimento e por outro,

o renascimento.

Assim somos nós.

Só podemos ir em frente e arriscar.

Coragem!!

Avance, lute e se torne oceano!

**

Beijos carinhosos

quarta-feira, dezembro 06, 2006

Tempo!!!

A vida segue seu rumo, sua estrada, e mesmo diante de
tanta tristeza, é lindo poder olhar o pôr do sol entre as
árvores. Cada dia que passa, é um renascer, uma nova
esperança que vai nascendo dentro da gente.
Eu sei que as pessoas preferem ler coisas alegres, lindas,
mas só quem já sentiu dor da perda, sabe o que é isso de
verdade. Na realidade, eu não aprendi a conviver com a tal
da perda, e acredito que muita gente também não aprendeu,
apenas aceita. Mas acredito que o tempo, somente ele, nos dá
o conforto que precisamos, e também os verdadeiros amigos que
de uma forma ou de outra, nos dão o ombro amigo na hora certa.
Choro pelas minhas perdas, mas sou forte como um rochedo, e de
algum lugar desse imenso céu azul, eu sei que tem dois anjos lá,
olhando e me cuidando.
**
Beijos carinhosos de sempre.

terça-feira, dezembro 05, 2006

Saudade.


Chorei, sofri, quiz morrer, os dias não passavam,
e os dias continuam não passando, ficam parados, e eu louca pra que
a noite chegue, eu possa ir deitar e tentar dormir,
quem sabe sonhar com minha mãe.
Nada que as pessoas dizem, conforta o coração,
nada que eu leia me conforta, a dor é da gente, ninguém sofre pela gente.
Olho pro meu passado, e vejo tudo o que de bom eu vivi
e sinto muita saudade de tudo.
O que eu queria era entender, o que eu queria de verdade era
que ela estivesse aqui.
Quanta falta Mãe, você faz, quanta saudade!
**
Beijos aos meus amigos