quinta-feira, outubro 12, 2006

Química da paixão.


A QUÍMICA EXPLICA O QUE ACONTECE COM
O CORPO
QUANDO ESTAMOS APAIXONADOS.

Quando menos se espera, as pernas começam a tremer, a cabeça gira como se fosse
um pião, as mãos ficam molhadas de suor, o coração pula dentro do peito e aquele
frio no estômago se espalha por todo o corpo.
Você ri sem motivo, tudo fica azul, as pessoas ficam mais simpáticas e até o trabalho,
antes tão rotineiro, agora é um prazer.
Não, esses não são sintomas de uma doença desconhecida, mas apenas algumas substâncias e
hormônios agindo em seu corpo e sinalizando para todos: você está apaixonado(a) !
A sensação de perder o controle quando surge o amor é comum. Mas poucos sabem que essa
emoção pode ser explicada pelas Química, aquela ciência que se aprende na escola, com tantos
nomes dificeis de pronunciar.
Mas a química da paixão é bem fácil de entender. Tudo começa quando você se sente
atraída por alguém. Quando chega a hora do primeiro encontro, você está a pondo de se
descontrolar. O coração bate forte, rápido, a respiração se altera como se tivesse corrido
quilômetros e as pernas parecem de gelatina. Sim esses são os sinais que seu corpo envia
quando você está sob o efeito da paixão.

EUFORIA E CALMA .

"Quando você se sente atraída por alguém, o corpo produz a feniletilamina, uma
substância que causa sensações de euforia e alegria",explica o professor de Química
José Atílio Vanin.
Esse composto natural é muito parecido com uma droga produzida em laboratório,
a anfetamina, utilizada em remédios para emagrecer. O corpo também libera a noradrenalina
e a acetilcolina,que causam uma aceleração no metabolismo, ou seja, deixam seu organismo
agindo de modo mais rápido. Tudo isso acontece numa primeira etapa, a da aproximação.
Depois, quando vocês se conhecem melhor, outra substância passa a ser produzida pelo
corpo, a endorfina. Mas a sensação é oposta à provocada pela feniletamina."Como é semelhante
à morfina, um potente anestésico, ela causa sensação de tranquilidade. Por isso após a fase do
encantamento, os casais parecem eufóricos e calmos ao mesmo tempo" , esclarece o professor.

RELAXAMENTO.

O corpo apaixonado produz ainda a oxitocina, que causa relaxamento e prazer
"Chamo-a de hormônio do assanhamento, pois é a sensação que acompanha o ato sexual",
afirma José Atílio. A oxitocina também é a responsável por aquelas alterações orgânicas do ínicio
da atração, como o aumento de suor, o coração descompasado, o tremor nas pernas e a respiração
ofegante. Na verdade, essas substâncias produzidas pelo organismo são muito parecidas com
drogas."Mas nada disso altera o organismo porque, no final, existe um equilíbrio entre elas e os
hormônios". Garante o professor.
Ou seja, mesmo com essa mistura tão explosiva, a paixão nunca faz mal. Ao contrário, faz bem a
todos.
"O problema é quando termina", diz José Atílio.

PORQUE A PAIXÃO ACABA?

A química também esclarece o inexplicável: o fim de uma paixão. Segundo o professor José Atílio
Vanin, quando se está apaixonado, o corpo humano necessita de uma quantidade cada vez maior
de feniletilamina. "Mas, em três anos, o organismo não tem capacidade para continuar
aumentando a produção dessa substância. Então a paixão termina", explica. E, quando a produção
de feniletilamina cai, diminui também a quantidade de endorfina pelo corpo humano.
"É nessa hora que aparece a sensação de abandono, tão comum nos enamorados",conclui.
*
Consultoria José Atílio Vanin, professor do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP)

***

Na verdade, o que eu acho disso tudo é que a paixão é algo que vem como um furacão, embriaga ,nos tira do chão, mas quando ela acalma, acredito que o amor acontece, e então é um sentimento mais calmo, mais centrado, e mais gostoso também, porque é algo que pode até se tornar infinito.
Termino esse post hoje com um pedaço da música de Cazuza.
*

Cazuza - Todo o Amor Que Houver Nessa Vida


"Eu quero a sorte de um amor tranqüilo
Com sabor de fruta mordida".
*
Beijos carinhoso de sempre !!!

5 comentários:

  1. O que dizer??? Nada!!! Só curtir o texto e os hormônios que com certeza são lançados no sangue ao pensar em você.
    Beijos
    Mário

    ResponderExcluir
  2. Gostei desse texto..

    Beijos do Zep

    ResponderExcluir
  3. Já que existem tantas explicações científicas para a paixão, por que os cientístas não trabalham para descobrir um remédio para tanta dor quando uma paixão acaba?

    ResponderExcluir
  4. Perfeito, é tudo que senti ,agora a paixão acabou e vem a dor da saudade. Tempo remedio pra tudo né !

    ResponderExcluir

Bem vindos ao blog Cheiro de Perfume.
Obrigada pela presença e pelos comentários aqui deixados.

Um grande beijo!