sexta-feira, outubro 20, 2006

Canto que encanta.



Lenda de Yara.
Conta a lenda que Yara, uma jovem Tupi, era a mais formosa mulher das tribos que habitavam ao longo do rio Amazonas. Uma mulher muito atraente, com longos e negros cabelos, tinha um sorriso meigo e sensual. Ela ficava indiferente aos muitos admiradores, preferindo ser livre. Gostava de fazer andanças pela floresta e pelas margens dos rios e vez em quando banhava-se às águas claras do rio. Por ela ser meiga e carinhosa, todos gostavam dela.Num certo dia, à tarde, o sol já se pondo, Yara continuava a banhar-se no rio. De repente, ela foi surpreendida por um grupo de homens que ela não conhecia. Todos tinham barbas longas. Vestiam roupas pesadas, botas e chapéus. Falavam em uma linguagem desconhecida e pareciam ser violentos. Indefesa e sem condições de fugir, Yara foi agarrada e amordaçada, não podendo se livrar desses homens estranhos. Acabou desmaiando e, mesmo assim, sofreu violências e foi atirada ao rio. O espírito das águas transformou o corpo de Yara em dois seres. Ela continuaria mulher da cintura para cima e o restante do corpo transformaria em peixe. Assim, ela poderia permanecer bela e poderia viver no rio, sem problemas.Por conta dessas transformações, Yara começou a entender os pássaros e a conversar com eles e com os peixes. Yara era uma sereia cujo canto atraía os homens, que ficavam encantados com sua voz.Ao se depararem com essa linda criatura, terminavam por se aproximar dela. Em resposta a isso, Yara os abraçava e os arrastava às profundezas do rio, de onde nunca mais voltariam.Os índios e os sertanejos acreditam na existência da Yara ou Mãe d'Água. Dizem que é uma mulher muito linda que vive nos lagos, nos rios e nos igarapés. Ninguém resiste ao encanto da Yara. Quem a vê fica logo atraído pela sua beleza e pelo seu canto por conta disso, os índios ao cair da tarde, afastam-se dos lagos e dos rios. Eles têm medo de encontrar a Yara e de ficarem dominados pelo seu encanto.
**
O nome Yara, em tupi, significa "mãe das águas".
Yara representa a magia da mulher, sua beleza, sua capacidade de sedução.
Metade peixe, metade mulher.


*
Beijos carinhosos de sempre.

2 comentários:

  1. Olá, agradeço as suas palavras no meu blog.
    Fiquei curioso como será a sua cidade!?
    Já que a minha também não é nada feia, tem sete colinas,
    e uma luz que quem vem cá diz ser única, vários monumentos,
    é grande, na medida do meu país, sendo a capital do mesmo.
    Estou a falar de Lisboa.

    Essa lenda é lindíssima, parabéns pela escolha.
    Queria levar o selo do seu link, mas penso que não tem no bolg isso…

    Bom fim de semana.
    Beijos e um sorriso.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto. Eu sei que existem Yaras que encantam pela beleza de sua alma e conseguem traduzir a sensibilidade em palavras.
    Beijos
    Mário

    ResponderExcluir

Bem vindos ao blog Cheiro de Perfume.
Obrigada pela presença e pelos comentários aqui deixados.

Um grande beijo!