sábado, outubro 28, 2006

Recomeçar sempre...


Recomeçar

Não importa onde você parou, em que momento da vida você cansou,
o que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar".
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo.
É renovar as esperanças na vida e o mais importante:
acreditar em você de novo.
Sofreu muito nesse período?
Foi aprendizado.
Chorou muito?
Foi limpeza da alma.
Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las um dia.
Sentiu-se só por diversas vezes?
É por que fechaste a porta até para os outros.
Acreditou que tudo estava perdido?
Era o início da tua melhora.
Pois é !
Agora é hora de iniciar, de pensar na luz, de encontrar prazer nas
coisas simples de novo.
Que tal um novo emprego?
Uma nova profissão?
Um corte de cabelo arrojado, diferente?
Um novo curso, ou aquele velho desejo de aprender a pintar,
desenhar, dominar o computador, ou qualquer outra coisa?
Olha quanto desafio.
Quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te esperando.
Tá se sentindo sozinho ?
Besteira !
Tem tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento",
Tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu para "chegar" perto de
você.
Quando nos trancamos na tristeza nem nós mesmos nos suportamos.
Ficamos horríveis.
O mal humor vai comendo nosso fígado, até a boca ficar amarga.
Recomeçar !
Hoje é um bom dia para começar novos desafios.
Onde você quer chegar?
Ir alto.
Sonhe alto, queira o melhor do melhor, queira coisas boas para a vida.
pensamentos assim trazem para nós aquilo que desejamos.
Se pensarmos pequeno, coisas pequenas teremos.
Já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo
melhor, o melhor vai se instalar na nossa vida.
E é hoje o dia da Faxina Mental.
Joga fora tudo que te prende ao passado, ao mundinho de coisas
tristes,
fotos, peças de roupa, papel de bala, ingressos de cinema, bilhetes de
viagens, e toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos
apaixonados.
Jogue tudo fora.
Mas, principalmente, esvazie seu coração.
Fique pronto para a vida, para um novo amor.
Lembre-se somos apaixonáveis, somos sempre capazes de amar muitas e
muitas vezes.
Afinal de contas, nós somos o "Amor".
"Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura".
**
Carlos Drummond de Andrade
*
Beijos carinhosos de sempre.

quinta-feira, outubro 26, 2006

Quanta saudade!!!

Saudade.
Que saudade é essa, que dói, machuca,
dilacera e espera a cura.
Que saudade é essa que me tira o sono,
que me faz ser desengano
Que saudade é essa que me atormenta,
me aflige e me atenta
Ah! Saudade que chega e apavora
me enlouquece e me devora.
Saudade que faz brotar nos olhos
uma lágrima caída
uma dor jamais sentida.
E diante de tanta saudade,
sua presença se faz presente
nos meus dias tão ausente.
**
Escrito por mim.
*
Beijos carinhosos de sempre.

quarta-feira, outubro 25, 2006

Minha Alma Gêmea!!!

Alma Gêmea.
Alma gêmea da minha alma,
Flor de luz de minha vida,
Sublime estrela caída,
Das belezas da amplidão!
Triste e só, no meu caminho,
Chegaste devagarinho,
E encheste-me o coração!
Vinhas de bênção dos deuses,
Na divina claridade,
Tecer-me a felicidade,
Em sorriso de esplendor!
És meu tesouro infinito...
Juro-te eterna aliança...
Porque sou tua esperança,
Como és todo meu amor!
*
Chico Xavier.
**
Só quem tem sensibilidade pra entender esse poema.
Pra mim é uma das coisas mais lindas que Chico Xavier escreveu.
A primeira vez que eu entrei na internet, me deparei
com esse poema, e foi amor a primeira vista mesmo.
De todos os que eu já li em minha vida, esse foi o que mais
me emocionou, acreditem ou não, toda vez que eu o lia, eu chorava,
é a tal da sensibilidade, além de ser emotiva demais, eu consigo
sentir as palavras tocarem no meu coração, essas com certeza foram as que mais me tocaram.
**
Beijos carinhosos de sempre.

terça-feira, outubro 24, 2006

Eu não sei parar de te olhar!!!

O olhar...
Quantas vezes um olhar diz mais que mil palavras,
O olhar conhece a alma, consegue ir ate onde as palavras
não chegam.
E diante de um olhar, se perde, se confunde e se acha.
É pelo olhar que o coração bate, acelera e se descompassa.
Somente pelo olhar é q os sentimentos falam verdadeiramente.
E de olhar pra ti somente, é que me perco, tremo, e me encontro
nas asas da imaginação.
*
Escrito por mim .
**
Não posso deixar de colocar a letra da Ana Carolina/Seu Jorge,
aqui, porque fala de um olhar , que não sabe parar de olhar.
*

Seu Jorge - É Isso Aí
Ana Carolina

É isso ai
Como a gente achou que ia ser
A vida tão simples é boa
Quase sempre
É isso ai
Os passos vão pelas ruas
Ninguém reparou na lua
A vida sempre continua
E eu não sei parar de te olhar
eu não sei parar de te olhar
Não vou parar de te olhar
Eu não me canso de olhar
Não sei parar
De te olhar
É isso ai
Há quem acredita em milagres
Há quem cometa maldade
Há quem não saiba dizer a verdade
É isso ai
Um vendedor de flores
Ensina seus filhos a escolher seus amores
Eu não sei parar de te olhar
Não sei parar de te olhar
Não vou parar de te olhar
Eu não me canso de olhar
Não vou parar de te olhar
**
Beijos carinhosos de sempre.

sábado, outubro 21, 2006

Amor !Amor !Amor !





Nada importa.
Não importa o tempo
O caos dos nossos
momentos furtivos
A distância quase eterna
Os empecilhos do dia a dia
A ausência que magoa
A falta da palavra dita
A de nós, em entregas
A falta do toque tão nosso
Nada importa
Tudo nos consola
Porque o único sentimento
que temos
Chama-se amor !
*
(Ruca's Place)
**
Achei tão lindo, que não pude deixar de
publicar aqui
*
Beijos carinhosos de sempre.


sexta-feira, outubro 20, 2006

Canto que encanta.



Lenda de Yara.
Conta a lenda que Yara, uma jovem Tupi, era a mais formosa mulher das tribos que habitavam ao longo do rio Amazonas. Uma mulher muito atraente, com longos e negros cabelos, tinha um sorriso meigo e sensual. Ela ficava indiferente aos muitos admiradores, preferindo ser livre. Gostava de fazer andanças pela floresta e pelas margens dos rios e vez em quando banhava-se às águas claras do rio. Por ela ser meiga e carinhosa, todos gostavam dela.Num certo dia, à tarde, o sol já se pondo, Yara continuava a banhar-se no rio. De repente, ela foi surpreendida por um grupo de homens que ela não conhecia. Todos tinham barbas longas. Vestiam roupas pesadas, botas e chapéus. Falavam em uma linguagem desconhecida e pareciam ser violentos. Indefesa e sem condições de fugir, Yara foi agarrada e amordaçada, não podendo se livrar desses homens estranhos. Acabou desmaiando e, mesmo assim, sofreu violências e foi atirada ao rio. O espírito das águas transformou o corpo de Yara em dois seres. Ela continuaria mulher da cintura para cima e o restante do corpo transformaria em peixe. Assim, ela poderia permanecer bela e poderia viver no rio, sem problemas.Por conta dessas transformações, Yara começou a entender os pássaros e a conversar com eles e com os peixes. Yara era uma sereia cujo canto atraía os homens, que ficavam encantados com sua voz.Ao se depararem com essa linda criatura, terminavam por se aproximar dela. Em resposta a isso, Yara os abraçava e os arrastava às profundezas do rio, de onde nunca mais voltariam.Os índios e os sertanejos acreditam na existência da Yara ou Mãe d'Água. Dizem que é uma mulher muito linda que vive nos lagos, nos rios e nos igarapés. Ninguém resiste ao encanto da Yara. Quem a vê fica logo atraído pela sua beleza e pelo seu canto por conta disso, os índios ao cair da tarde, afastam-se dos lagos e dos rios. Eles têm medo de encontrar a Yara e de ficarem dominados pelo seu encanto.
**
O nome Yara, em tupi, significa "mãe das águas".
Yara representa a magia da mulher, sua beleza, sua capacidade de sedução.
Metade peixe, metade mulher.


*
Beijos carinhosos de sempre.

quinta-feira, outubro 19, 2006

Amor Virtual.

Amores na internet.
O romance na internet é mais rápido e intenso porque as pessoas se despem de suas máscaras e de seus papeis sociais. Protegidas pelo anonimato, expõem seus medos e inquietações. Tornam-se mais humanas e, por isso, mais encantadoras. Você primeiro se apaixona pela essência, pela alma e pelo carisma.

*

Renascimento das cartas de amor.

Como a única arma de conquista são as palavras, os namorados virtuais se empenham em tomar emprestados versos de poetas e capricham no conteúdo das mensagens. A internet resgatou a importância da linguagem escrita e deu novo status às antiquadas cartas de amor. Declarações apaixonadas em geral são impressas, e relidas quando a saudade aperta e guardadas com carinho,como nos tempos dos nossos avós

*

Uma história verdadeira.

Toda manhã, antes de sair para o trabalho, o construtor Vicente Garcia preparava o suco da namorada, Rosana, e a beijava na testa, deixando-a aos cuidados da gata Frida. Tanto a gata quanto o namorado, a paulista Rosana Castro, conheceu pessoalmente no natal, quando passou dez dias na Espanha. Lá, protagonizou uma história de amor quase piegas, daquelas em que o casal fica dois dias namorando num quarto de hotel, passeia pelas ruas agarradinho, procura não pensar no futuro e se despede com lágrimas. Tamanha entrega se justifica. Rosana e Vicente tinham vencido o teste mais dificil dos namoros iniciados pela internet: o da química dos corpos. Durante cinco meses ela teclou de São Paulo e ele de Valência, ao sul de Madri. Assim como Rosana e Vicente, um número cada vez maior de pessoas está envolvido em namoros virtuais. O fascínio das pessoas impressiona. Em poucos meses se intensifica a paixão, aumenta a frequência da correspondência e se instala a urgência desesperadora de ficar junto. Rosana jamais imaginou arranjar um namorado virtual: "Tinha o maior preconceito, achava que era coisa de gente sem competência para a conquista, e com medo de encarar um olho-no-olho".Mudou de idéia quando, começou a navegar pela vez primeira na internet e logo encontrou com Vicente numa sala reservada a estrangeiros. "Em três dias percebi que ele era um homem especial",em 10 dias ele a pediu em namoro, em 14 dias depois que começou o namoro lhe mandou um buquê de rosas vermelhas, e em dois meses depois já não suportavam a distância que os separava. Em 6 meses de namoro, Rosana embarcou para Madri, aquela altura ela e Vicente já se falavam regularmente pelo telefone. Aprofundando o diálogo virtual, "Analisando suas mensagens, percebi o quanto era estável e delicado comigo, sabia se eu estava triste, chateada ou mal humorada", conta. O medo de Rosana ao entrar no avião era outro: o de que o "cheiro"dos dois não combinasse. O cheiro combinou, a química bateu o amor prevaleceu. Quando Rosana veio embora, a saudade precipitou o casamento dos dois. Ao se ver sozinho na casa vazia em Valência, Vicente chorou por dois dias. A rotina em São Paulo também pareceu irreal a Rosana. "Cheguei a pensar em romper.Não tinha mais sentido aquele sofrimento. Cabia em mim a decisão de investir no amor ou na carreira. Escolhi o amor".

**

Há casos em que o final é feliz, foi constatado que 93% de namoros na internet não dão certos,

muitas das vezes as pessoas não aguentam a distância, ou descobrem que não era amor o que

sentiam. Mas independente de ser virtual ou não, eu entendo que o amor, tem sempre que

prevalecer, desde que haja respeito, cumplicidade, entrega total...porque amar é se entregar por

completo, por inteiro sempre.
*

Beijos carinhosos de sempre !!!

segunda-feira, outubro 16, 2006

Crônica do momento...

Uma crônica sobre o amor..
Por Martha Medeiros.
Sábado, filmezinho no DVD: “Alfie”, com o feioso Jude Law.
Não cheguei a assistir à primeira versão, com Michael Caine,
que todos dizem ser melhor, pra variar.
O filme conta a história de um don Juan que dorme cada noite
numa cama e cujo projeto de vida é este mesmo:
trocar de parceiras até a exaustão pra não morrer de tédio.
Aí, claro, vão acontecendo coisas aqui e ali,
até que ele descobre... vê se adivinha:
que uma vida não tem sentido sem amor.

Acabou o filme, fui dormir. Quando acordei no domingo,
resolvi passar o dia em companhia de Gabriel García Márquez
e seu poético “Memórias de minhas putas tristes”,
um livro lindamente escrito e onde encontra-se a seguinte frase:
“O sexo é o consolo que a gente tem quando o amor não nos alcança”.
Salve a literatura. Mas é exatamente o que o filmeco-sessão-da-tarde “Alfie”
queria contar, e contou à sua maneira.

Seja através de clichês cinematográficos ou de prosa
da mais alta qualidade, a verdade universal é
que só o amor nos humaniza de fato.
Pode-se gostar ou não desta idéia,
ela pode ser claustrofóbica para uns
e libertária para outros,
mas o mundo dá voltas e voltas
e chega sempre neste ponto, o de que o amor é mais
importante que o dinheiro, que o sexo, que a beleza,
ainda que tudo isso seja ótimo também.
Mesmo com uma vida recheada de acontecimentos,
se estivermos ocos, não veremos muita graça em nada.
Poderemos até parecer independentes, inteligentes,
modernos, sofisticados... mas só o amor responde
às nossas indagações — indagações que podem também
ser divertidas, inspiradoras, transgressoras, blá, blá, blá...
mas ainda irrespondíveis sem amor.
Sem amor, neca.
Sem amor, babaus.
Sem amor, o resto é consolo.

Vale amor por um cachorro,
por um projeto,
por si mesmo?
Prefiro acreditar que sim,
que o amor sem conotação romântica
também pode justificar uma existência,
que ele pode tornar uma pessoa,
senão plena, ao menos leve e alegre,
sem necessidade de buscas intermináveis.
Mas não é isso que nos dizem livros,
filmes, músicas, poemas.
Se não amamos alguém, é uma vida vivida sem integralidade.
Pode até ser uma vida boa,
mas não uma vida que valha a pena ser contada.

Diante desta sentença, fazer o quê:
é ele que desejamos, é por ele que procuramos,
é nele que queremos tropeçar,
nem que seja aos 90 anos,
nem que seja quando estivermos secos depois de fazer tanta burrada,
nem que seja para durar três dias, nem que seja para nos fazer sofrer,
nem que nos arrebentemos, como tantos se arrebentam em seu nome.
Diz o personagem de García Márquez, torturado pelo amor:
“Não trocaria por nada neste mundo as delícias do meu desassossego”.
Quem mais nos colocaria assim de joelhos?
Sem amor, nos resta a paz.
Porém uma paz sem gosto.
**
Na verdade, a vida sem amor, é uma vida sem graça,
sem motivos pra sonhar, sem aquele algo mais
que faz a diferença em nossas vidas.
**
Beijos carinhoso de sempre !!!









domingo, outubro 15, 2006

Eu vivo a partir de você.







Semente de Tudo
(Zé Geraldo)



Eu sou o atalho de todas as grandes estradas

por onde passei

Das vilas pequenas cidades por onde andei

Herança de casos passados, migalhas do pão consumido


Eu sou a metade de tudo que você tem sido

Nas ruas num sol de dezembro

eu sou o farol e a contra mão

Da flor que carregas no peito

Simples botão

Sou parte maior desse germe

que prolifera e contamina

Querendo construir morada em você menina

Doce menina, doce menina


Eu sou uma parte do pó

Que compõe a estrada de terra

Você é água cristalina lá no pé da serra

Retalhos de noites vividas

num albergue, pensão ou motel

mostrando caminho seguro

Um jeito de céu

Eu sou uma parte da noite

que entra no dia no alvorecer

Você é a semente de tudo

Eu vivo a partir de você

Eu sou uma parte da noite

que entra no dia no alvorecer

Você é a semente de tudo
Eu vivo a partir de você

Nas ruas....
***
Eu já havia escutado essa música, mas sinceramente
nunca tinha prestado atenção na letra.
Escutando ela ontem foi que eu vi o quanto
ela é linda.
Resolvi postar a letra aqui.
*
Beijos carinhoso de sempre!!!

sábado, outubro 14, 2006

Nada acontece por acaso!!!


"De uma coisa podemos ter certeza :
de nada adianta querer apressar as coisas.
Tudo vem ao seu tempo, dentro do prazo
lhe foi previsto.
Mas a natureza humana não é muito paciente .
Temos pressa em tudo !
Ai acontece os atropelos do destino, aquela
situação que você mesmo provoca , por pura
ansiedade de não aguardar o tempo certo.
Mas alguém poderia dizer:
- Mas qual é esse tempo certo?
-Bom, basta observar os sinais.
Geralmente quando alguma coisa está para
acontecer ou chegar até sua vida, pequenas
manifestações do cotidiano, enviarão sinais
indicando o caminho certo.
Pode ser a palavra de um amigo, um texto lido,
uma observação qualquer.
Mas com certeza, o sincronismo se encarregará
de colocar você no lugar certo, na hora certa, no
momento certo,diante da situação ou da pessoa
certa!
Basta você acreditar que nada acontece por
acaso"!
*
Palavras de Paulo Coelho.
**
Eu acredito que tudo tem seu tempo certo,
que tudo tem sua hora,
seja pra sonhar, seja pra amar,
e que nada em nossa vida acontece por
acaso.
Até uma flor que brota por debaixo de uma pedra
ela não nasce ali por acaso!
*
Beijos carinhoso de sempre!!!

quinta-feira, outubro 12, 2006

Química da paixão.


A QUÍMICA EXPLICA O QUE ACONTECE COM
O CORPO
QUANDO ESTAMOS APAIXONADOS.

Quando menos se espera, as pernas começam a tremer, a cabeça gira como se fosse
um pião, as mãos ficam molhadas de suor, o coração pula dentro do peito e aquele
frio no estômago se espalha por todo o corpo.
Você ri sem motivo, tudo fica azul, as pessoas ficam mais simpáticas e até o trabalho,
antes tão rotineiro, agora é um prazer.
Não, esses não são sintomas de uma doença desconhecida, mas apenas algumas substâncias e
hormônios agindo em seu corpo e sinalizando para todos: você está apaixonado(a) !
A sensação de perder o controle quando surge o amor é comum. Mas poucos sabem que essa
emoção pode ser explicada pelas Química, aquela ciência que se aprende na escola, com tantos
nomes dificeis de pronunciar.
Mas a química da paixão é bem fácil de entender. Tudo começa quando você se sente
atraída por alguém. Quando chega a hora do primeiro encontro, você está a pondo de se
descontrolar. O coração bate forte, rápido, a respiração se altera como se tivesse corrido
quilômetros e as pernas parecem de gelatina. Sim esses são os sinais que seu corpo envia
quando você está sob o efeito da paixão.

EUFORIA E CALMA .

"Quando você se sente atraída por alguém, o corpo produz a feniletilamina, uma
substância que causa sensações de euforia e alegria",explica o professor de Química
José Atílio Vanin.
Esse composto natural é muito parecido com uma droga produzida em laboratório,
a anfetamina, utilizada em remédios para emagrecer. O corpo também libera a noradrenalina
e a acetilcolina,que causam uma aceleração no metabolismo, ou seja, deixam seu organismo
agindo de modo mais rápido. Tudo isso acontece numa primeira etapa, a da aproximação.
Depois, quando vocês se conhecem melhor, outra substância passa a ser produzida pelo
corpo, a endorfina. Mas a sensação é oposta à provocada pela feniletamina."Como é semelhante
à morfina, um potente anestésico, ela causa sensação de tranquilidade. Por isso após a fase do
encantamento, os casais parecem eufóricos e calmos ao mesmo tempo" , esclarece o professor.

RELAXAMENTO.

O corpo apaixonado produz ainda a oxitocina, que causa relaxamento e prazer
"Chamo-a de hormônio do assanhamento, pois é a sensação que acompanha o ato sexual",
afirma José Atílio. A oxitocina também é a responsável por aquelas alterações orgânicas do ínicio
da atração, como o aumento de suor, o coração descompasado, o tremor nas pernas e a respiração
ofegante. Na verdade, essas substâncias produzidas pelo organismo são muito parecidas com
drogas."Mas nada disso altera o organismo porque, no final, existe um equilíbrio entre elas e os
hormônios". Garante o professor.
Ou seja, mesmo com essa mistura tão explosiva, a paixão nunca faz mal. Ao contrário, faz bem a
todos.
"O problema é quando termina", diz José Atílio.

PORQUE A PAIXÃO ACABA?

A química também esclarece o inexplicável: o fim de uma paixão. Segundo o professor José Atílio
Vanin, quando se está apaixonado, o corpo humano necessita de uma quantidade cada vez maior
de feniletilamina. "Mas, em três anos, o organismo não tem capacidade para continuar
aumentando a produção dessa substância. Então a paixão termina", explica. E, quando a produção
de feniletilamina cai, diminui também a quantidade de endorfina pelo corpo humano.
"É nessa hora que aparece a sensação de abandono, tão comum nos enamorados",conclui.
*
Consultoria José Atílio Vanin, professor do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP)

***

Na verdade, o que eu acho disso tudo é que a paixão é algo que vem como um furacão, embriaga ,nos tira do chão, mas quando ela acalma, acredito que o amor acontece, e então é um sentimento mais calmo, mais centrado, e mais gostoso também, porque é algo que pode até se tornar infinito.
Termino esse post hoje com um pedaço da música de Cazuza.
*

Cazuza - Todo o Amor Que Houver Nessa Vida


"Eu quero a sorte de um amor tranqüilo
Com sabor de fruta mordida".
*
Beijos carinhoso de sempre !!!

terça-feira, outubro 10, 2006

Morrer é apenas não ser visto !!!

"Hoje, de algum lugar dentro de ti,

alguém que já te amou muito,

e ainda te ama,

diz para ti que valeu a pena

ter estado nestas terras,

sob estes céus,

falando de paz,

união, amor, perdão.

Poder sentir a força

que te faz sorrir e continuar o caminho...

que um dia

aquele doce olhar iniciou para ti .

Tudo isso ,

só para tu saberes que a vida continua...

E que a morte, é só

uma viagem".

*

Dizem que morrer é so não ser visto,

sim, isso é verdade, porque a pessoa,

quando a amamos de verdade, ela permanece sempre viva

e presente em nossas vidas.

Falar da morte é tão dificil quanto enfrenta-la,

só mesmo quem já passou por essa experiência

sabe bem do que estou falando.

Hoje, escrevo essas palavras, lembrando do meu querido

pai.

Um homem bom e honesto ,

que sempre honrou seu nome ,

uma pessoa simples, que deixou aos filhos

uma lição de vida e de amor.

Falar dele, é tão bom, mesmo que lágrimas

venha aos olhos,

eu sei de verdade, que a saudade vai ser eterna, que de vez

em quando vai doer aqui dentro, a falta

que ele faz, mas acima de tudo

fica as lembranças boas e

o amor que eu sinto por ele.

Meu querido pai, meu grande amigo,

onde estiver,

nunca esqueça da filha que tanto o amou

e que continuará amando, e esperando

pela mesma viagem que tu fizeste,

pra reencontrar contigo, e poder te dar

um grande abraço, o abraço que eu não pude dar antes de você

partir!!!!

*

Essa foto retrata minhas palavras e

um trecho de uma música que diz:

"Senhor tu me olhaste nos olhos, a sorrir,

pronunciaste meu nome, lá na

praia

eu larguei o meu barco,

junto a ti buscarei outro

mar"!!!!

***

Beijos carinhosos de sempre!!!

sexta-feira, outubro 06, 2006

Um poema feito pra você!!!

Não sei de onde vim,
nem sei pra onde vou ,
Não sei se sou poeta
ou apenas um sonhador!
Chamaram-me de poeta...
até tentei contradizer...
quem dera eu fosse um poeta
faria pra ti um poema ,
em versos lindo ,
que falasse de saudade
de dor ...
mas também falaria
de amor.

Falaria da saudade ,
mas
da saudade boa ,
gostosa ,
da saudade que não tem
idade.

Falaria da dor
de uma dor que machuca ,
mas que ao olharmos
nos olhos um do outro
ela passaria ,
assim como por
encanto!

E por último falaria do amor...

Do amor puro ,
sincero
e maduro.
Amor que vence barreira
que sonha ,
mas que também
de felicidade
chora!
*
Seria assim meu poema recitado
em versos ...
Um poema de puro amor!
***
Se for um poema, eu nem sei ,
mas com certeza só traduz ,
aquilo que eu sinto.
Escrito por mim.
*
Beijos carinhoso!

quinta-feira, outubro 05, 2006

Que o amor fale sempre mais alto!!!


Não quero...

Não quero alguém que morra de amor por mim...
Só preciso de alguém que viva por mim,
que queira estar junto de mim, me abraçando.
Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo,
quero apenas que me ame,
não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto,
gostem de mim...
Nem que eu faça a falta que elas me fazem,
o importante pra mim é saber que eu,
em algum momento, fui insubstituível...
E que esse momento será inesquecível...
Só quero que meu sentimento seja valorizado.
Quero sempre poder ter um sorriso estampando meu rosto,
mesmo quando a situação não for muito alegre...
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz
para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém...
e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém
também pensa em mim quando fecha os olhos,
que faço falta quando não estou por perto.
Queria ter a certeza de que apesar
de minhas renúncias e loucuras,
alguém me valoriza pelo que sou,
não pelo que tenho...
Que me veja como um ser humano completo,
que abusa demais dos bons sentimentos
que a vida lhe proporciona,
que dê valor ao que realmente importa,
que é meu sentimento...
e não brinque com ele.
E que esse alguém
me peça para que eu nunca mude,
para que eu nunca cresça,
para que eu seja sempre eu mesmo.
Não quero brigar com o mundo,
mas se um dia isso acontecer,
quero ter forças suficientes
para mostrar a ele que o amor existe...
Que ele é superior ao ódio e ao rancor,
e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar
que mesmo se hoje eu fracassar,
amanhã será outro dia,
e se eu não desistir
dos meus sonhos e propósitos,
talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.
Que eu nunca deixe minha esperança
ser abalada por palavras pessimistas...
Que a esperança nunca me pareço um "não"
que a gente teima em maquiá-lo de verde
e entendê-lo como "sim".
Quero poder ter a liberdade de dizer
o que sinto a uma pessoa,
de poder dizer a alguém
o quanto ele é especial e importante pra mim,
sem ter de me preocupar com terceiros...
Sem correr o risco de ferir
uma ou mais pessoas com esse sentimento.
Quero, um dia,
poder dizer às pessoas que nada foi em vão...
que o amor existe,
que vale a pena se doar às amizades
a às pessoas,
que a vida é bela sim,
e que eu sempre dei o melhor de mim...
e que valeu a pena!!!
***
Mario Quintana
***
Ao contrário de Mário Quintana,eu quero sim
um alguém que morra de amor
por mim!
*
Beijos carinhoso!

quarta-feira, outubro 04, 2006

Amor tem que ser por inteiro!!!




Não sei ser metade, não quero ser metade,
Não sei amar pela metade,
Não quero ser amada pela metade.
E se não for por inteiro, nem me interessa amar
nem me interessa ser amada!
Amor é entrega, é sair do chão,
é sonhar, é não ter medo,
é enfrentar, mesmo que
um dia vá doer, mesmo que um dia tudo acabe
Não existe amor sem entrega,
pra mim não existe amor pela metade,
Eu prefiro a dor da perda,
do que não ser amada por inteiro!
**********
O texto acima foi escrito por mim.
*
Como já diz um trecho da música de Zezé de Camargo,
"Eu quero é amor de corpo inteiro,
amor maior que o mundo,verdadeiro."
E dessa forma que eu sei amar.
*
Beijos carinhos!

terça-feira, outubro 03, 2006

Versão da música Love By Grace.



Marina Elali - Só por você.
Composição: Dave Loggins E Wayne Tester -
Versão: Totonho Villeroy
*
Ainda lembro do som da chuva
lá fora
E como eu quis me entender com
você
Mas o rancor foi quem falou e eu
fui embora
Você nem soube o que eu ia dizer
E nesse instante o que lhe doeu mais
Foi pensar que eu nunca fosse voltar
Eu disse, mas você não ouviu
Que não vim pra te perder
Não vim pra crer que possa haver
você sem mim, não
pode ser
Não vim aqui pra saber
Que é fraca a minha fé
Eu vim aqui pela força do amor
Só Por Você
E fui rodando uma longa estrada,
sem trégua
E quando eu quis retornar pra
você
Fiquei sem pistas,
aumentou a
pressa
Na chuva, na luz do entardecer
Você distante esperando sempre
O momento que eu voltasse afinal
Vejo esse momento ficar
Não foi um erro qualquer
Mas deve ser deixado pra trás
Perdemos o medo e sabemos porque
Não vim pra crer que possa haver
você sem mim, não
pode ser
Não vim aqui pra saber
Que é fraca a minha fé
Eu vim aqui pela força do amor
Eu vim aqui pela força do amor
Só por você .
***
Versão cantada por Marina Elali,cantora que é revelação
dona de uma voz maravilhosa,encanta
com sua beleza,
e seu carisma.
Escutaí.
****
Beijos carinhoso!

segunda-feira, outubro 02, 2006

Poemas de Mário Quintana.




OS POEMAS
Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.
Quando fechas o livro,
eles alçam vôo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante
em cada
par de mãos e partem.
E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti...
**
Mario Quintana - Esconderijos do Tempo
********
Vou andando feliz pelas ruas sem nome...
Que vento bom sopra do Mar Oceano!
Meu amor eu nem sei como se chama,
Nem sei se é muito longe o Mar Oceano...
Mas há vasos cobertos de conchinhas
Sobre as mesas... e moças na janelas
Com brincos e pulseiras de coral...
Búzios calçando portas...caravelas
Sonhando imóveis sobre velhos pianos...
Nisto,Na vitrina do bric o teu sorriso,Antínous,
E eu me lembrei do pobre imperador Adriano,
De su'alma perdida e vaga na neblina...
Mas como sopra o vento sobre o Mar Oceano!
Se eu morresse amanhã, só deixaria, só,
Uma caixa de músicaUma bússola
Um mapa figurado
Uns poemas cheios de beleza única
De estarem inconclusos...
Mas como sopra o vento nestas ruas de outono!
E eu nem sei, eu nem sei como te chamas...
Mas nos encontramos sobre o Mar Oceano,
Quando eu também já não tiver mais nome.
***

Mario Quintana
Em sua poesia há um constante travo de pessimismo
e muito de ternura por um mundo que, parece, lhe é adverso.
*****
Beijos carinhoso!!!