sábado, setembro 30, 2006

Quase 126 milhões vão às urnas amanhã





  • Amanhã, domingo, os brasileiros vão exercer mais uma vez seu direito de escolher seus representantes.

    Exerça esse seu direito, e vote consciente.



    Mais de 125 milhões de eleitores deverão votar neste domingo
    A Justiça Eleitoral conta com ampla estrutura para assegurar a realização e eficácia das eleições gerais deste ano. Amanhã, domingo (1°), 125.913.479 milhões de eleitores brasileiros comparecerão a 91.244 locais de votação para exercerem seu direito de escolha dos candidatos que pretendem eleger aos 1.627 cargos em disputa.

    **********


    Memória Política.

  • A corrupção está enraizada na política brasileira e acabar com ela depende também dos eleitores. A reincidência de políticos de quinta categoria — e o que eles fazem durante o mandato — também é responsabilidade de quem os escolhe nas urnas.

  • Chamamos nossos leitores a uma reflexão sobre o que faz com que de quatro em quatro anos Brasília seja inundada de políticos dispostos a fazer de tudo para defender causas em favor de interesses pessoais — principalmente aquelas que recheiam suas contas bancárias de dinheiro que poderia estar sendo aplicado na saúde, na educação e em outras necessidades básicas de nossa nação. Começamos a imaginar que talvez o povo brasileiro sofra de "amnésia coletiva".

  • Infelizmente a corrupção acontece, então saibam, pelo menos em quem não votar.

Texto tirado do site "opinião e notícia"

****

AGOSTO 1964

Entre lojas de flores e de sapatos, bares,
mercados, butiques,viajo
num ônibus Estrada de Ferro-Leblon.Volto do trabalho, a noite em meio,
fatigado de mentiras.

O ônibus sacoleja. Adeus, Rimbaud, relógios de lilazes,

concretismo, neoconcretismo, ficções da juventude, adeus,
que a vida eu a compro à vista aos donos do mundo.

Ao peso dos impostos, o verso sufoca, a poesia agora responde a inquérito policial-militar.

Digo adeus à ilusão mas não ao mundo.

Mas não à vida, meu reduto e meu reino.
Do salário injusto, da punição injusta, da humilhação,

da tortura, do terror,retiramos algo e com ele construímos um artefato

um poema

uma bandeira.

Poema extraído da Antologia Poética de Ferreira Gullar.

******

E tudo continua a mesma coisa.

Beijos carinhoso!!!

sexta-feira, setembro 29, 2006

Amigo por definição.


Folhas da Amizade.


Existem pessoas em nossas vidas que nos deixam felizes pelo
simples fato de terem cruzado o nosso caminho.
Algumas percorrem ao nosso lado, vendo muitas luas
passarem, mas outras vemos apenas entre um passo e outro.
A todas elas chamamos de amigo.
Passamos a conhecer toda a família de folhas,
a qual respeitamos e desejamos o bem.
Mas o destino nos apresenta outros amigos, os quais não
sabíamos que iam cruzar os nossos caminhos. Muitos desses
denominamos amigos do peito, do coração.
São sinceros, verdadeiros; sabem quando não
estamos bem, sabem o que nos faz feliz...
As vezes, um desses amigos do peito estala o nosso coração e
então é chamado de amigo namorado.
Este dá brilho aos nossos olhos, música aos nossos lábios,
pulos aos nossos pés.
Mas também há aqueles amigos por um tempo, talvez umas
férias ou mesmo um dia ou uma hora. Estes costumam colocar
muitos sorrisos na nossa face, durante o tempo que estamos
por perto.
Falando em perto, não podemos esquecer dos amigos distantes.
Aqueles que ficam nas pontas dos galhos, mas que
quando o vento sopra, sempre aparecem
novamente entre uma folha e outra.
O tempo passa, o verão se vai, o outono se aproxima, e
perdem algumas de nossas folhas.
Algumas nascem num outro verão e outras permanecem por
muitas estações.
Mas o que nos deixa mais feliz é que as que caíram continuam
por perto, continuam alimentando a nossa raiz com alegria.
Lembranças de momentos maravilhosos
enquanto cruzavam o nosso caminho.
Desejo a todos vocês, folhas da minha árvore,
Paz, Amor, Saúde, Sucesso, Prosperidade...
Hoje e Sempre...
Simplesmente porque:
Cada pessoa que passa em nossa vida é única.
Sempre deixa um pouco de si e leva um pouco de nós.
Há os que levaram muito,
mas não há os que não deixaram nada.
Esta é a maior responsabilidade de nossa vida
E é a prova quase evidente de que
duas almas não se encontram por acaso."
(Autor Desconhecido)



Amigos e amigos

“Difícil querer definir amigo.
Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme
que você precisa ou um pedacinho do céu, se é
o sonho que lhe faz falta.”
Trecho de “Definição de Amigo” poema de Marcelo Batalha.

quinta-feira, setembro 28, 2006

Soneto de Fidelidade


SONETO DE FIDELIDADE.
Vinicius de Moraes
De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zêlo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.
Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e darramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contetentamento.
E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama
Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, pôsto que e chama
Mas que seja infinito enquanto dure.
*********
''Soneto de fidelidade"aborda o sentimento amoroso, retomando elementos temáticos e
formais da poesia lírico-amorosa. No poema , o conflito da esperiência
amorosa que se deseja eterna mas que se sabe perecível, resolve-se através de um novo prisma:
o que conta no amor não é sua duração no tempo, já que a "chama" se apaga,mas sua intensidade.
Fidelidade torna-se, então, capacidade de entrega total ao ser amado e ao sentimento do amor,
no momento "infinito" em que acontece.
Esse é um dos poemas mais lindos de Vinicius, pra mim é uma obra de arte, e não poderia deixar de cita-lo aqui.
Beijos carinhoso!!!

quarta-feira, setembro 27, 2006

Seja bem vinda ....A Primavera
















O Ramo Roubado.

Pela noite entraremos para roubar um ramo florido.
Ainda não se foi o inverno.
E a macieira aparece convertida, de súbito,
em cascata de estrelas perfumadas.
Pela noite entraremos até chegar ao firmamento trêmulo,
e tuas mãos pequenas como as minhas roubarão as estrelas.
E ... sigilosamente... à nossa casa, pela noite e na sombra, entrará
com teus passos .
O silencioso passo do perfume e com pés entrelaçados o corpo claro
desta primavera.



Texto do poeta chileno Pablo Neruda.


***********

Cheiro de flor,cheiro de perfume no ar...sejam bem vindos ao meu cantinho.
Esse cheiro de perfume vem do jardim, que está florido, cheio de borboletas, e pássaros
cantando e saudando os filhotes que aqui nasceram, afinal é primavera!!!!Beijos carinhosos!